Vinaora Nivo SliderVinaora Nivo SliderVinaora Nivo Slider

apav2

cpcj3

logo atpl

concelho
Versão para impressão PDF

Património - Imóveis em Vias de Classificação

Theatro Club

Lugar: Largo António Lopes
Freguesia: Nossa Senhora do Amparo / Póvoa de Lanhoso
Cronologia: Séc. XX
Tipologia: Arquitectura Civil / Theatro
Descrição:
Edifício construído em 1904 e inaugurado em 1905, este importante e significativo espécime de Arte Nova em Portugal foi projectado por Ascensão Machado e construído por Pinto da Silva por acção e financiamento privado do maior benemérito da Póvoa de Lanhoso – António Ferreira Lopes.
Especialmente característico do movimento Arte Nova em Portugal, o Theatro Club destaca-se entre as mais notáveis salas de espectáculo existentes em Portugal pela sua peculiar arquitectura e expressiva decoração.
Carinhosamente apelidado de “theatrinho” pelas reduzidas dimensões da sua sala principal (actualmente com capacidade para 120 espectadores), aqui se expressam algumas das mais significativas marcas características desse período da História da Arte que marca decisivamente o final do século XIX, início do século XX.
Grau: Em Vias de Classificação (com Despacho de Abertura)
Decreto: Despacho de abertura de 13 de Outubro de 1995
Mais informação aqui.

Theatro Club

Casa de S. Vicente e do Lugar de Portas

Lugar: Portas
Freguesia: Geraz do Minho
Cronologia: Séc. XVII / XVIII
Tipologia: Arquitectura Civil / Solar
Descrição:
A área residencial da "Casa de S. Vicente e do Lugar de Portas", foi edificada no Século XVIII. Desenvolvida em 'L', a casa, construída na matéria-prima mais abundante na região - o granito - distribui-se ao longo de dois registos, o último dos quais rasgado, a Sul e a Oeste, por grandes janelas rectangulares de guilhotina. Esta foi recuperada na década de oitenta do século passado, e transformada em casa turística.
Quanto à capela de S. Vicente, esta apresenta planta rectangular, de modestas dimensões, onde lhe antecede um pequeno alpendre. Possui retábulo-mor definido por duas colunas sobre as quais repousa frontão triangular, centralizando nicho concheado com imagem do padroeiro ladeado por tábuas com pinturas alusivas a outros Santos: António, Lourenço, Bento, Francisco Xavier e Nossa Senhora da Piedade.
Grau: Em Vias de Classificação (com Despacho de Abertura)
Decreto: Despacho de abertura de 17 de Julho de 1991

Capela de S. Vicente     Casa de S. Vicente

Villa Beatriz: Palacete e Jardins

Lugar: Casa Nova
Freguesia: St.º Emilião
Cronologia: Século XIX
Tipologia: Arquitectura Civil / Palacete
Descrição:
O elegante palacete oitocentista denominado de Villa Beatriz, integrado na Quinta com mesmo nome, fica junto ao rio Ave, na bucólica paisagem vinhateira de Entre Douro e Minho. Foi mandado construir por Francisco Antunes Guimarães, em honra da sua amada Beatriz, que nunca chegou a habitar a casa, por ter falecido muito jovem. O imóvel representa uma típica "casa de brasileiro", consideradas na época como exemplos de mau gosto e novo-riquismo, e hoje reabilitadas na sua vertente romântica e precursora de tantas inovações arquitectónicas e construtivas. O palacete tem quatro pisos de absoluto requinte. Interiormente existem vários elementos de superior recorte, como as paredes e tectos pintados à mão, amplos espaços, ornamentos e mobílias luxuosas que ainda hoje são as originais do século XIX meticulosamente preservadas. Exteriormente pode-se observar o trabalhado no granito em todo o palacete, as estátuas que pontificam na entrada e os jardins harmoniosos e bem tratados que circundam todo o espaço. A quinta, que se estende por 70 ha. de terreno, possui extensas vinhas, uma moderna adega em laboração, instalada na "Casa Nova", um edifício construído em 1898, anexo ao palacete e recentemente recuperado, uma agro-pecuária, uma vacaria, um museu rural e uma praia fluvial. A Villa Beatriz pode quase apresentar-se como casa museu do século XIX.
Grau: Em Vias de Classificação (com Despacho de Abertura)
Decreto: Despacho de abertura de 28/09/2006, Vice-Presidente do IPPAR

Quinta Villa Beatriz

 

Casa da Lage e Capela de St.º António
 
 Lugar: Requeixo
Freguesia: S. João de Rei
Cronologia: Séc. XVIII
Tipologia: Arquitectura Mista / Conjunto
Descrição:
Datada da segunda metade do século XVIII, a Casa da Lage foi alvo de várias intervenções em 1832.  Casa solarenga de consideráveis dimensões, a propriedade é constituída por duas parcelas de terreno, na primeira das quais encontra-se a Casa e as dependências votadas à actividade agrícola.  Destaque para o portal que ocupa toda a altura da fachada principal e encontra-se encimado por um nicho com a imagem de S.ta Bárbara. Sendo um imóvel de características rurais, acrescentaram-se outras construções de apoio às actividades agrícolas desenvolvidas na propriedade, das quais destacam-se o sequeiro, a eira e o espigueiro.
Quanto à Capela de Santo António, ela localiza-se a 50 metros a Sul da Casa, sendo-lhe contemporânea, apresentando, também por isso, o mesmo cariz barroco. Apesar das reduzidas dimensões, a Capela destaca-se pelo alpendre suportado por colunatas e um muro com banco corrido, construídos em granito, sendo a porta ladeada por duas pequenas frestas. O interior distingue-se essencialmente pelo retábulo de talha dourada e pela policromia dos desenhos decorativos.  No interior sobressai o fabuloso retábulo de talha dourada do altar e a policromia dos desenhos decorativos.
Grau: Em Vias de Classificação (com Despacho de Abertura)
Decreto: Despacho de abertura de 02/04/2003

Casa da Lage    Capela de Sto. António

© 2014 - Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso - Todos os direitos reservados - Política de privacidade
Desenvolvimento a cargo de: Bsolus - Business Solutions, Lda

Vale do Ave

Operação Norte

POS Conhecimento

União Europeia